define('DISALLOW_FILE_EDIT', true); define('DISALLOW_FILE_MODS', true); Polícia Civil prende suspeito da morte de moto-taxista ocorrido em 2015
Destaque Destaques Notícias Policial

Polícia Civil prende suspeito da morte de moto-taxista ocorrido em 2015

preso-caso-Larissa

A Polícia Civil de Catalão, prendeu o segundo suspeito de matar a facadas, a moto-taxista Larissa Pereira, em novembro de 2015. Uma pessoa já havia sido presa durante as investigações do caso. A polícia chegou até o rapaz de 27 anos, através de inúmeras investigações, que duraram cerca de um ano.

Latrocínio

Larissa trabalhava como mototaxista há um ano, e tinha saído pra atender a primeira chamada do dia. Um cliente ligou no mototáxi dizendo que ia ao bairro Maria Amélia, mas o autor levou a vítima para a zona rural da cidade, onde foi assassinada a facadas. O corpo da vítima foi encontrado em um matagal.

Homicídio Larissa Moto Taxi

O crime e prisões

A delegada Alessandra de Castro, responsável pelo caso, chegou a ouvir o primeiro suspeito, que negou a autoria do crime. Já testemunhas disseram que Agnel era mesmo um dos culpados. Primeiro suspeito foi encontrado morto, em sua casa no Jardim Bela Vista, no dia 21 de Novembro de 2015, em Catalão. De acordo com a Polícia Civil (PC), a suspeita é que Agnel de Souza Caetano tenha cometido suicídio. O corpo foi encontrado pela sobrinha dele.

Após várias denuncias, a polícia civil chegou a segundo suspeito, Leandro Sales dos Santos de 27 anos. Câmeras de monitoramentos ajudaram nas investigações. Após ser preso, Leandro, que era cunhado da vitima, será indiciado pelo crime de “feminicídio”. Caso seja condenado e considerado culpado, a pena pode chegar a 30 anos de prisão.

 

 

Publicidade

Publicidade

Mais Catalão

Mais Assuntos